Histórias Perdidas da Lusitânia

O Veneno de Ofiúsa é o primeiro livro da saga Histórias Perdidas da Lusitânia. Para recriar a vida e os costumes dos povos pré-romanos que habitaram o território de Portugal recorri às informações que a história, a arqueologia e a linguística nos revelam, mas pretendendo criar um mundo de fantasia permiti-me alguns anacronismos e outras cedências à imaginação. Assim, as Histórias Perdidas da Lusitânia decorrem durante a Idade do Bronze, época que precede em alguns séculos as primeiras referências à presença dos Lusitanos na Península Ibérica. Para além disso, uma das fontes a que recorri para a construção desta Lusitânia foi a obra Monarquia Lusitana, escrita no século XVI, por Frei Bernardo de Brito. Trata-se da primeira História de Portugal escrita em língua portuguesa, na qual o autor relata um passado fantástico dos Lusitanos e faz referência a uma pouco credível dinastia de reis ibéricos fundada por Tubal, neto de Noé.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: