Zayad e Gamir

– Estás a ficar velho e fraco, Gamir? – provocou-o Zayad. – Descansa tu, se precisas, eu levo o Elmo de Cristal para Sharish.
Gamir não duvidava da lealdade de Zayad, sabia que ele apenas pretendia devolver o Elmo ao local de onde nunca devia ter saído, mas a sua impetuosidade poderia deitar tudo a perder. Não descansavam há vários dias e, se fossem atacados, teriam maior dificuldade em defender-se e proteger o Elmo.
– Não sabemos que ameaças nos esperam pelo caminho, nem de que energias vamos necessitar para as enfrentar – justificou-se.
Zayad, por seu lado, não duvidava da coragem nem da força de Gamir, mas a prudência do companheiro irritava-o.
Deu um passo, determinado a pegar no Elmo. Gamir não se moveu, mas os seus olhos deixaram claro que, para o outro se apossar da poderosa arma, teria de lutar com ele.
Zayad estacou. Não admitia ser desafiado, mas sabia que lutar com Gamir não os ajudaria em nada.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: