Arquivo de Junho, 2011

Superstições – Entornar tinta

Posted in mitologia on 2011/06/30 by terrasencantadas

Entornar tinta dá enguiço. Evita-se o enguiço da tinta entornada deitando sal sobre ela, fazendo cruzes e dizendo: “Em nome do Santíssimo Sacramento, males para fora e bens para dentro”.

Etnografia Portuguesa; José Leite de Vasconcelos; Vol IX, p. 80

Anúncios

Superstições – Terra de sepultura

Posted in mitologia on 2011/06/28 by terrasencantadas

A terra da sepultura de um bispo previne e cura as efermidades. Pode ser usada num saquinho, como amuleto, ou bebida dissolvida em água.

Pôr do Sol em Monsaraz

Posted in paisagens on 2011/06/26 by terrasencantadas

Ciente dos rígidos horários dos restaurantes de Monsaraz e para ter a certeza de que não chegaria depois de a cozinha ter fechado, às 19h30 estava sentado no terraço do “Santiago”, bebendo um refrescante vinho branco da região. Eram muitas as pessoas que ocupavam o restaurante, trocando palavras despreocupadas e desfrutando o final de mais um dia de Verão. Porém, quando a hora chegou, o silêncio impôs-se e observei um dos mais fabulosos pores-do-sol de que me recordo. Tal como eu, as outras pessoas presentes pararam de comer para gravar na memória aqueles instantes.


 

Superstições – O quebranto

Posted in mitologia on 2011/06/25 by terrasencantadas

Para saber se uma pessoa sofre de quebranto ou mau-olhado deitam-se três pingos de azeite com o dedo indicador (ou com o anelar, segundo outras versões) num prato branco com água. Se o azeite se dissolver na água significa que a pessoa foi alvo de mau-olhado ou de quebranto, se as três gotas se mantiverem intactas sobre a água a pessoa não foi afectada por aqueles males.

Superstições – Lacre

Posted in mitologia on 2011/06/22 by terrasencantadas

Para previnir as constipações e o defluxo deve trazer-ne no bolso um pedaço de lacre.

Superstições – Caroço de tâmara

Posted in mitologia on 2011/06/20 by terrasencantadas

Quando uma mulher anda a aleitar deve trazer ao pescoço um caroço de tâmara, para que não sofra dos peitos.

Aldeia da Pena (Góis)

Posted in paisagens, património on 2011/06/18 by terrasencantadas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Há locais que parecem ficar fora do mundo, encalhados num tempo diferente. Onde nada mais existe além da solidão e da beleza da paisagem. A Aldeia da Pena (concelho de Góis) é um desses locais.