Castelo do Mau Vizinho

Este topónimo, contendo uma discreta alusão a presenças demoníacas, só por si incentiva uma visita ao local. No entanto, resta pouco daquele que deve ter sido um castro  imponente, enquadrado por uma paisagem magnífica, e o pouco que resta está totalmente coberto pela vegetação. Em Algosinho, a povoação mais próxima, uma senhora que já passava dos 70 anos, justificando o mau estado em que o monumento se encontra, contou-me que há mais de quatro ou cinco décadas um bulldozer derrubou a muralha para abrir uma estrada através do castro e, muito antes disso, houve um homem que fez explodir algumas cargas de dinamite para procurar o bezerro de ouro que, segundo a lenda, está escondido naquele local. Disse-me também existir ali a entrada de um túnel que os mouros (antigos habitantes do Castelo do Mau Vizinho) usavam para ir buscar água ao rio, mas ela nunca o chegou a ver, foi o pai quem lhe contou.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: