No Museu 3

O Museu de Arqueologia instalado no Castelo de Vila Viçosa possui um acervo interessante e bem organizado. Possui também um guia admirável que, no dia em que eu visitei o museu, declarou perceber imenso de arqueologia porque toda a vida trabalhara numa pedreira. Este homem recitava as explicações que dava sobre as peças expostas quase a cantar, e demonstrava uma enorme criatividade, pronuncian- do o maior número de asneiras por minuto que eu ouvi até hoje. Alguns exemplos: as fíbulas, datadas da Idade do Ferro, que ali se encontravam expostas, eram, nas palavras do guia, “molas dos sapatos” ou, no caso das de menor dimensão, “botões de punho”; a uma colher cujo cabo se encontrava desprovido da madeira que o revestira, ele atribuía a função de “garfo, colher e palito”. Respondendo à pergunta de um visitante que pretendia saber como eram trabalhadas os materiais na Idade da Pedra, ele explicou convictamente que nessa época as pedras eram trabalhadas com “brocas de ferro”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: