Arquivo de Março, 2011

Superstições – Quando o dinheiro dá azar

Posted in mitologia on 2011/03/30 by terrasencantadas

Ter dinheiro em cima da mesa quando se está a comer afasta a fortuna.

Tirar do bolso a quantia exacta que se pretende é mau agouro.

Anúncios

Os passos de Debaroni

Posted in cenários, ficções, paisagens on 2011/03/28 by terrasencantadas

Aqueles passos pesados que faziam tremer a terra tornavam-se ainda mais assustado- res sabendo que perten- ciam a um corpo de estatura humana. O corpo de um homem alto, ainda assim uma estatura normal entre os homens e que não deixava adivinhar tamanha força.

Debaroni afastou-se e os seus passos, gradualmente, deixaram de se fazer ouvir. Em pouco tempo também a chuva passou a cair com menor intensidade até parar completamente e o vento enfraqueceu até se reduzir à força com que habitualmente corria entre as montanhas. A noite entretanto caíra e decidiram não retomar a viagem. [inO Veneno de Ofiúsa”]

Superstições – Uma laranja

Posted in mitologia on 2011/03/26 by terrasencantadas

Quando os carros vão com a azeitona para o lagar, coloca-se na frente do carro uma laranja espetada num pau, num chifre de carneiro ou num ramo de oliveira, para as bruxas não fazerem mal.

José Leite de Vasconcelos; Etnografia Portuguesa; Vol IX, p. 12

Superstições – Conta de quebranto

Posted in mitologia on 2011/03/24 by terrasencantadas

Os búzios afastam o mau-olhado.

Usar uma moeda furada ao pescoço protege do quebranto.

Quando alguém lança mau-olhado contra uma pessoa que usa a Conta de Quebranto – trata-se de uma conta de azeviche embutida em prata – esta estala, impedindo o mal de atingir a pessoa.

Superstições – O ar das igrejas

Posted in mitologia on 2011/03/23 by terrasencantadas

Segundo algumas crenças o ar das igrejas faz mal, pelo que quem tem uma ferida deve evitar entrar numa igreja. No entanto se se deitar uma folha de oliveira na pia da água-benta o perigo desaparece.

Ponte sobre o rio Pônsul

Posted in cenários, ficções, património on 2011/03/20 by terrasencantadas

“O fim da viagem estava perto. O caminho de terra dera lugar a uma estrada larga e pavimentada por lajes de granito. Poucos metros à frente havia uma ponte romana que atravessava o rio al-Ponsur e, encostado à ponte, na margem oposta, havia um palácio que se enterrava no leito pouco profundo do rio.” [inO Monte Sagrado”]


 

Superstições – Para andar protegido

Posted in mitologia on 2011/03/18 by terrasencantadas

Para proteger do bruxedo e mau-olhado deve trazer-se preso à roupa por uma fita, um saquinho, benzido pelo padre, com incenso, erva de inveja e pedra de ara.

Para proteger da feitiçaria e da inveja deve atar-se à cabeça dos bois, pendendo sobre a testa, um pequeno saco de lã vermelha com incenso, alecrim, arruda e sal virgem.